top of page

Polícia faz operação contra crimes cibernéticos que deixaram prejuízo de R$ 16 milhões em SP e MG

Suspeitos usam falsos sites para obter senhas, acessar redes sociais para roubar dinheiro e informações bancárias
SÃO PAULO | Agência Record (Autoria)

Até o momento, foram realizadas nove prisões, com apreensão de equipamentos.


A Polícia Civil do Estado de São Paulo realiza, na manhã desta terça-feira (18), a operação 'Per Saltum', com o objetivo de combater crimes cibernéticos. Os ataques causaram um prejuízo de R$ 16 milhões às prefeituras de São Paulo e Minas Gerais.

Os crimes incluem o uso de falsos sites para retenção de senhas, acesso ao dispositivo da vítima para invadir redes sociais (engenharia social) e a manipulação de dados para fraudes contra o sistema financeiro, além de ataques a órgãos públicos.

Pelo menos sete prefeituras de São Paulo e Minas Gerais sofreram ataques cibernéticos com prejuízo milionário. Em São Paulo, são as administrações de Pirapozinho (R$ 2.564.926,97); Pratânia (R$ 20.000,00); Anhumas (R$ 398.745,22 -tentativa); Pontes Gestal (valor não foi declarado); Nova Granada (R$ 491.000,00); Teodoro Sampaio (valor não declarado). Em Minas, o município de Folhas (R$ 111.376,75) e outros que ainda estão sendo investigados.

De acordo com a Polícia Civil, os grupos cometeram crimes cibernéticos que correspondem a diversas modalidades virtuais. No ataque contra a Fazenda Pública Municipal de Pirapozinho, os agentes identificaram o uso combinado de engenharia social (acesso ao dispositivo da vítima para invadir redes sociais), com uso de phishing (ataque que tenta roubar informações bancárias) e vishing (golpe para obter vantagens ilícitas).

Na prática, os suspeitos combinaram um grande vazamento de dados ocorrido no Brasil no início de 2021 com engenharia social e, se passando como funcionários de uma instituição financeira, direcionaram parte dos acessos das contas municipais para um falso site, o que possibilitou a fraude e o desvio dos recursos públicos por meio de Pix.

Na manhã desta terça, a Polícia Civil cumpre 50 mandados judiciais, sendo 36 mandados de busca e apreensão em São Paulo e em outros dois estados da federação, com 14 prisões temporárias. Em uma ação anterior, foram cumpridos outros 18 mandados de busca e apreensão, totalizando 68 mandados judiciais.

Na operação, participaram policiais civis do Deinter 8 (Departamento de Polícia Judiciária de São Paulo Interior), Uip 8 (Unidade de Inteligência PolicialP, Dope (Departamento de Operações Policiais Estratégicas), Delegacias Seccionais de Polícia de Adamantina, Assis, Dracena, Presidente Prudente, Presidente Venceslau e Deic 8 (Departamento Estadual de Investigações Criminais).

Até o momento, foram realizadas nove prisões (cinco na capital e quatro na baixada), cumpridos os mandados de busca e apreensão e apreendidos equipamentos eletrônicos, veículos e quantias em valores ainda sendo contabilizadas.



Essa notícia tem a finalidade de difundir informação. Não tem por objetivo facilitar ou coordenar atividades que possam causar danos a outras pessoas. O link da matéria na íntegra conforme sua produção e de seus autores, podem ser acessadas livremente através do seguinte endereço: https://www.r7.com/J0ka
2 visualizações

Comentarios


bottom of page