top of page

Confira novos destaques realizados na última edição do Congresso Amazônico de Enfermagem

A 5.ª edição do Congresso Amazônico de Enfermagem, imergiu em uma programação totalmente desafiante para a enfermagem, o tema Ciências Forense, além de enfrentar desafios, requer novos atores continuamente.


Foi assim nos dias de realização de organização do evento, no período de 16 a 18 de novembro de 2023, na Faculdade Martha Falcã Wyden, além de desafios, foram conteúdos totalmente novos, alinhados aos seus eixos de especialdiades temática e de curadoria. Confira alguns destaques registrados no percursos da programação.



Um dos temas identificados na programação, foi do aspecto de gestão atrelado aos processos tecnológicos em saúde, ministrado pela Dr.ª Bruna Amazonas. Em conceito de apresentação, pode ser evidenciado "Para tornar a rotina e atividades de uma instituição uniformes. Ao implementar padrões no modo de se trabalhar, torna-se mais fácil colocar em prática uma operação consistente e produtiva".



Atrelado ao tema anterior, podemos deter de importância os aspectos de Auditoria em Saúde, ministrado pelo Dr. Heitor Augusto, expertise, palestra bem explanada e conceituada, onde entendemos que "A auditoria incorporou-se à rotina das instituições de saúde com o intuito de avaliar os aspectos qualitativos da assistência requerida pelo paciente, os processos internos e as contas hospitalares objetivando a redução da perda financeira ou ainda a reestruturação dos serviços".



Ao se falar de Gestão e Auditória, o tema de Doação de Órgãos, foi discutido frente a representante da Organização de Procura de Órgãos - OPO, da Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas - SES/AM, pela palestrante Dr.ª Helen Cristine Bezerra, dentre os aspectos desafiadores para o avanço da temática no Amazonas o eixo gestão, maiores investimentos tecnológicos, se destacam a sua percepção profissional e de expertise, bem como, aspectos de campo, assistencial e familiares, dentre os quais clareia-se uma atuação primordial dos que estão na linha de frente que é o cudiado holístico "esta preocupação demonstra um olhar diferenciado durante o tratamento, tornando-o eficaz e tendo um efeito positivo na memória dos familiares".


O tema que envolve a gestão desde a central, até as bases e seus atores em movimento são os agentes, e assistenciais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192), ministrado à frente do tema pela Dr.ª Gisele Torrente, além de representar com afinco a instituição e seu corpo operacional, destacou-se o fluxograma, e principalmente os avanços e desafios, esses atrelados aos aspectos operacionais de entrada e saída de atendimento, que são as captações, orientações via central e disposição.



Por exemplo, em áreas remotas a comunicação via operadora de telefonia móvel são cinzentas e restritas, o que dificulta a comunicação nesses casos, isolando tão somente aos rádios institucionais. Além, dentre outros temas peculiares são os trotes e os serviços de translados, desasistindo a finalidade institucional que é de socorro à vítima. Percebe-se que a central de regulação precisa além de investimentos, de operacional e diretrizes para um melhor desempenho das atividades dos serviços à população.


Fonte: Coaenf

19 visualizações

Comments


bottom of page