Enfermagem é considerada profissão mais ética pela 17ª vez seguida


Anualmente, a organização Gallup divulga sua lista das profissões considerados mais confiáveis e éticas. Pelo 17º ano consecutivo, os enfermeiros foram considerados pelos cidadãos americanos os profissionais os mais íntegros, de acordo com uma pesquisa de opinião divulgada no fim de 2018. Não só os enfermeiros mantiveram o recorde, como a confiança da população em geral cresceu 2% em comparação com a última pesquisa.


Enfermagem no topo

Conforme indicam os dados, 84% dos americanos responderam que os enfermeiros possuem nível de ética “alto” ou “extremamente alto”. Outros profissionais também considerados confiáveis e éticos são médicos (67%), farmacêuticos (66%), professores (60%) e policiais (54%), além de bombeiros e militares.

Segundo a presidente da Associação Americana de Enfermagem (ANA), Pamela Cipriano, é natural que enfermeiros e enfermeiras ocupem esta posição de confiança, pois estes profissionais sempre estiveram na linha de frente no auxílio à sociedade, principalmente no que diz respeito a grandes tragédias. “As contribuições da enfermagem para o fornecimento de serviços de saúde, pesquisa educacionais e esforços para amenizar desastres naturais são incomparáveis e inestimáveis”, disse Cipriano.

Menos confiáveis e éticos

Por sua vez, políticos e congressistas ocupam uma posição nada agradável na preferência do público, pois foram indicados como os profissionais menos éticos entre os americanos. Lobistas e vendedores também não são bem quistos por quem respondeu ao levantamento.

A pesquisa de opinião é realizada desde 1976. Desde que foi incluída como categoria, em 1999, a enfermagem esteve no topo, só perdendo a liderança em 2001 em razão do 11 de setembro, quando os americanos elegeram os bombeiros como os profissionais mais éticos. Antes de 1999, a liderança alternava entre farmacêuticos e membros de organizações religiosas.

Referências:

Fonte: Pebmed


14 visualizações